Home > Triaza > Perfil

PERFIL

Apoiada por mais de 20 anos de experiência da sua acionista – SUMA – Serviços Urbanos e Meio Ambiente, S.A. -, a TRIAZA é responsável pela gestão do Centro de Tratamento de Resíduos Não Perigosos de Azambuja. Acautelando uma política de combate à deposição não controlada de resíduos e de salvaguarda de recursos, esta infraestrutura, localizada no espaço de uma pedreira desativada, irá promover, ainda, no decorrer da sua atividade, a recuperação ambiental e paisagística do seu local de implantação.

Planeado para um ciclo de vida de 40 anos, o aterro de resíduos industriais não perigosos (RNP) tem capacidade instalada para deposição de resíduos gerados nos núcleos industriais e de produção intensiva, estando preparado para receber mais de 1 milhão de toneladas e habilitado a admitir todos os tipos de resíduos não perigosos, desde que cumpram os critérios de admissibilidade patentes no Decreto-Lei 183/2009, de 10 de Agosto.

A sua integração, num perímetro de elevada industrialização potencia esta infraestrutura como destinatária preferencial para o confinamento técnico de resíduos, de acordo com a Licença Ambiental n.º 463/2013 e com a Licença para Operações de Gestão de Resíduos n.º 009/2017, emitida pela CCDR-LVT.

Para garantir o controlo de deposição de resíduos e a sua compatibilidade com os critérios definidos, a TRIAZA faz aplicar um Procedimento para Admissibilidade e Descarga de Resíduos Não Perigosos de Origem Industrial, que funciona como instrumento informativo e regulador das boas práticas ambientais e de segurança do aterro de Azambuja. Por outro lado, a TRIAZA também se rege pelo Procedimento de Admissibilidade e Descarga de Resíduos de Construção contendo Amianto.

DESTAQUE

SUMA
Líder de mercado na gestão e tratamento de resíduos.

TRIAZA © 2017 . Todos os direitos reservados